Tag: rouquidão

28 de outubro de 2018

Aconteceu em Aracaju-SE, em 18 e 19 de outubro, pela vigésima sexta edição, um curso de nível nacional de elevado reconhecimento científico e prático na otorrinolaringologia do Brasil. Mais de quinhentos profissionais de praticamente todos os estados do Brasil já prestigiaram este curso. Os renomados professores da USP de São Paulo – HC, Domingos Tsuji e Rui Imamura capitanearam o evento.

Neste ano tivemos como convidado especial o conceituado laringologista brasileiro Leonardo Haddad da Unifesp – SP. Outros eméritos professores também participaram com importantes palestras como Paulo Perazzo – BA, Rubens Santos – MA, Alexandre Fernandes – RN e os sergipanos Roberto Setton e Carlos Rodolfo Góis.

Vários estados do Brasil foram representados por assistentes desde o Rio Grande do Sul até o Maranhão.

O ponto mais alto do evento foi a parte prática do curso, com peças anatômicas de laringes frescas, com treinamento “hands on”, dividida em 05 estações: microcirurgia de laringe, LASER em Laringologia, tireoplastias, injeções laríngeas e endoscopia rígida e de contato.

Em nome de toda a coordenação, Jeferson d’Avila e Daniel d’Avila deixam aqui registrado o mais profundo agradecimento a todos os presentes e a confiança depositada ao longo destes muitos anos. Sejam sempre bem-vindos!

 

 

16 de setembro de 2018

Aconteceu, nos dias 14 e 15 de setembro de 2018, o 1º Simpósio CLINRADI em Radioterapia para Câncer de Cabeça e Pescoço. Parabenizamos a equipe CLINRADI por mais esse excelente evento de elevado nível científico. Sergipe está muito bem assistido. A Otocenter marcou presença com o colega Daniel d’Avila, que ministrou a palestra “Procedimentos Endoscópicos em Tumores Iniciais de Laringe” e participou da mesa de discussão do módulo de Laringe ao lado de grandes nomes da Oncologia, Radioterapia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço do estado de Sergipe e do Brasil. Aproveitamos para parabenizá-lo pela marcante participação.

“Otocenter – Sua Clínica de Voz, Nariz, Ouvido e Garganta em Sergipe”.

Prof. Dr. Jeferson d’Avila
Diretor Presidente da OTOCENTER

Confira algumas fotos do evento:

Palestrantes, debatores e equipe CLINRADI

Picture 1 of 2

26 de maio de 2013
A Fundação Otorrinolaringologia (FORL) acaba de lançar lançando um novo site com um tema extremamente importante: VOZ e DISFONIA. Este site traz informações importantes para os pacientes e médicos sobre como a voz é produzida, principais causas de disfonia (rouquidão), os exames realizados e dicas para preservar nossa voz. Confiram: www.vozedisfonia.org.br
12 de julho de 2012

As baixas temperaturas do inverno são responsáveis pelo desencadeamento dos inúmeros processos infecciosos e alérgicos.

As vias respiratórias em geral funcionam como órgão de choque receptor destas situações. Abriga, inclusive na via respiratória alta, uma série de doenças. É justamente nesta parte superior onde se encontra a zona de atuação da otorrinolaringologia. Especificamente neste momento, abordaremos a garganta. É neste tubo músculo-membranoso-cartilaginoso que se encontra a laringe, responsável pela produção do tom fundamental através das pregas vocais. Quando ela está acometida por alguma infecção ou alergia, um processo inflamatório é instalado, podendo gerar edema (inchação), hiperemia (vermelhidão) e produção de secreções variadas. Isto promove impedimento da função normal da laringe, o que acarreta em uma modificação na qualidade da VOZ. A coaptação (junção) perfeita entre as pregas vocais sofre desajuste, não só por esses impedimentos orgânicos, como também por alteração funcional de mobilidade do órgão (paresias e paralisias).

Os sintomas dessas doenças que aparecem mais no inverno são claramente conhecidos tanto por médicos, quanto pela população em geral. O mais precoce de todos é a rouquidão, que geralmente, assim como estas doenças que são auto-limitadas, não ultrapassam o período de 15 dias. Caso isto aconteça, é necessário pesquisa mais rigorosa de outras razões que justifique esta doença de forma mais prolongada.

Acompanhando a rouquidão, pode acontecer tosse produtiva ou seca, dor de garganta e no pescoço, falta de ar e outros sintomas gerais como febre, mal-estar, falta de apetite e cansaço geral.

Mas o que fazer para que tais situações não se apresentem ou que pelo menos venham de maneira mais branda no inverno?

O Prof. Dr. Jeferson D’Avila, médico otorrinolaringologista sergipano e ex. presidente da Academia Brasileira de Laringologia e Voz, recomenda tomar cuidados importantes. Inicialmente com o ambiente em que se vive (casa e trabalho). Estes devem receber bastante luz solar e apresentar boa ventilação e limpeza adequada. Nessa época, devemos sempre lembrar dos cuidados com o vestuário adequado para baixas temperaturas, assim como a alimentação e hidratação bem orientadas.

Para manter uma boa qualidade de vida, ressaltamos a importância da prática de atividades físicas regulares (sob orientação médica). Evitar os excessos como o abuso vocal, o abuso alimentar e de bebidas alcoólicas, também é fundamental.

Como conclusão voltamos ao nosso famoso lema: “Afine sua saúde, cuide de sua VOZ” (NO INVERNO).

17 de abril de 2012

Hoje, 16 de abril, estamos comemorando a Campanha da Voz no Brasil e o Dia Mundial da Voz. E nos dias 17 e 18 de abril,  a Otocenter em parceria com a Caixa de Assistência dos Advogados de Sergipe (CAA/SE) participa de várias atividades voltadas aos cuidados com a voz no Fórum Gumersindo Bessa e no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), respectivamente. Serão realizadas palestras, exames de vídeo-laringoscopia, responsável pela detecção de problemas na voz, que serão realizados nos advogados que estiverem presentes no local.
Vídeo-laringoscopia – Este exame permite a visão direta das cordas vocais e na grande maioria dos casos o diagnóstico do problema.

 

Fonte: http://www.oabsergipe.com.br/novo/conteudos_ver.php?cat=12&id=743

 

Segundo Dr. Jeferson: ” A rouquidão é o sintoma mais importante e também, para sorte dos seres humanos , o mais precoce de todos. Portanto, a rouquidão que ultrapasse o período de 15 dias, deve ser avaliada pelo otorrinolaringologista, que através de exames de vídeo-laringoscopia, que são indolores e de rápida execução, diagnostica as doenças que acometem as cordas vocais. Estes exames podem ser realizados via nasal ou via oral, a depender da necessidade. Os principais agentes agressores da laringe são : cigarro, álcool e abuso vocal. Este tripé é o grande responsável pelo aparecimento de doenças como nódulos ou calos, cistos, pólipos e o câncer de laringe. Este último curável, quando detectado precocemente. Afine sua voz. Cuide da sua saúde. São os votos da Otocenter nestes dias comemorativos à preservação da saúde vocal e da qualidade de vida”.

WhatsApp