Tag: otorrino

18 de março de 2013

No dia 15 de março, foi comemorado o World Sleep Day (Dia Mundial do Sono). Sob o tema “Good Sleep, Healthy Aging” (Sono Bom, Envelhecimento Saudável), o evento organizado pela World Association of Sleep Medicine (WASM) convida instituições do mundo todo para realizar ações de conscientização sobre os problemas e cuidados com o sono durante as diferentes etapas da vida.

As dificuldades para dormir constituem uma epidemia global que ameaça a saúde e a qualidade de vida de mais de 45% da população do mundo, de acordo com a WASM. A perda de qualidade do sono causada geralmente por problemas respiratórios pode levar a inúmeros problemas de saúde, como hipertensão, doença cardíaca, derrame, diabetes, além da redução no estado de alerta, falta de concentração, queda de produtividade no trabalho e na escola, e até acidentes automobilísticos. O fato é que a maioria dos distúrbios do sono é evitável ou tratável, porém menos de um terço dos doentes procura ajuda profissional.

19 de fevereiro de 2013

 A OTOCENTER em parceria com a CAA-SE ( OAB Sergipe ) mais uma vez implementa ações comunitárias. Nesta oportunidade realizando orientações de prevenção da surdez e o teste da orelhinha, de cortesia, no Mirante da Praia Treze de Julho em Aracaju – Sergipe. Realmente foi um sucesso. Mais de 160 indivíduos realizaram os exames. Pessoas de diversas faixas etárias compareceram ao local do evento para participar da campanha. Os praticantes de esportes e diversas outras pessoas de Aracaju e de outras cidades de Sergipe beneficiaram-se com o projeto. O dado mais impressionante desta ação, que tornou-se naturalmente uma pesquisa de campo, foi que mais de 50 por cento dos avaliados tiveram o Teste da Orelhinha ausente, ou seja, apresentaram algum tipo de deficiência auditiva. A continuidade dos estudos deverá oferecer condições diagnósticas para elucidação das possíveis causas de surdez. Estes resultados indiscutivelmente validam e valorizam estes tipos de campanhas. A Otocenter agradece a confiança da OAB – CAASE e da população sergipana.

Prof. Dr. Jeferson d Avila
Diretor-Presidente da Otocenter

 

 

Confira abaixo as reportagens sobre este evento!

31 de janeiro de 2013

A Otocenter, como fazendo parte das suas AÇÕES COMUNITÀRIAS, mais uma vez em parceria com o CREFONO, vem contribuir com orientações profiláticas para a VOZ e AUDIÇÂO no Carnaval.

CREFONO 4 alerta foliões e músicos para cuidados com voz e audição durante o Carnaval

Cuidados com a voz e audição durante os quatro dias da Folia de Momo devem ser redobrados. Algumas atividades que parecem sem importância – exposição a som de alta intensidade e uso intenso da voz, por exemplo,- podem no futuro trazer consequências desastrosas para qualidade de vidas das pessoas

Mais um Carnaval se aproxima. Com ele, a alegria de milhões de foliões que durante quatro intensos dias de festa pulam nos blocos de rua, nos clubes, no trio elétrico e no sambódromo. O diagnóstico é preciso: onda há Carnaval, há uma multidão de pessoas festejando e cantando em coro as músicas e machinhas tradicionais nesse período do ano.

29 de janeiro de 2013

Cientistas americanos conseguiram reverter pela primeira vez um quadro de surdez ao regenerar os pequenos pelos que detectam os sons dentro do ouvido.

O estudo, liderado por pesquisadores das universidades de Harvard e Massachusetts, foi publicado na revista científica Neuron.  Os testes foram feitos em ratos de laboratório.
Como parte do experimento, as cobaias receberam uma injeção que estimulou o crescimento dos pelos dento de seus ouvidos. A audição normal não foi totalmente restaurada, mas os camundongos surdos passaram, após a medicação, a ouvir barulhos como a batida de uma porta ou do próprio trânsito.
Especialistas dizem ter ficado “extremamente contentes” com o resultado, mas alertaram que o tratamento em humanos ainda está longe de se tornar realidade.
A audição normal depende do processo de conversão das ondas de som em sinais elétricos, identificados e processados pelo cérebro. O primeiro passo nesse procedimento ocorre no interior do ouvido, onde as vibrações do som movimentam os minúsculos pelos, criando o sinal elétrico. A maior parte dos problemas auditivos, dizem os cientistas, são resultado de um dano nesses pelos.
Para conduzir o estudo, os pesquisadores do Massachusetts Eye and Ear e da Harvard Medical School utilizaram camundongos completamente surdos e que não possuíam pelos em seus ouvidos.

28 de janeiro de 2013

A Otocenter sente-se bastante orgulhosa por compartilhar em sua existência, desta indescritível trajetória humana e profissional, deste que é um dos maiores exemplos de dedicação à medicina no Brasil. Prof. Dr. Domingos Tsuji é um dos maiores representantes internacionais, não só da Otorrinolaringologia Brasileira, mas da ciência americana do sul no mundo.
Sentimos muita honra em poder ter compartilhado da sua espetacular evolução, tanto como colega, quanto como aluno ao mesmo tempo. De seu impressionante progresso, somos testemunhas vivas; Prof. Dr. Luiz Ubirajara Sennes, Prof. Dr. Paulo Perazzo e esta pessoa que vos transmite neste momento. Sempre com a bandeira da honestidade, da ética e principalmente da lealdade e da cooperação conjunta. Sempre fomos e somos inseparáveis e fundamentalmente AMIGOS. Dominguinhos, agradeço particularmente neste momento tudo que você realizou pela Otorrinolaringologia de Sergipe e do Norte-Nordeste. Deixamos aqui
registrado eternamente e publicamente todo nosso pleito de gratidão, nosso irmão querido. Continue sendo este grande exemplo para todos nós. Deus o abençoe, juntamente com a sua família.

 


Clique na imagem acima e confira mais sobre essa grande personalidade da Otorrinolaringologia na publicação do “Perfil do Mês” no site da Fundação Otorrinolaringologia (FORL).

Prof. Dr. Jeferson d Avila
Diretor-Presidente da Otocenter

22 de janeiro de 2013
O Brasil está na vanguarda da evolução cirúrgica da surdez no mundo. O “Ouvido Biônico “, como popularmente é conhecido o Implante Coclear, está presente na modificação da qualidade de vida de muitos brasileiros. Sergipe não fica de fora. Foram realizadas este tipo de cirurgia em alguns pacientes nos últimos anos. A Otocenter, sob a coordenação do cirurgião otológico Dr. Roberto Setton não vem medindo esforços para que este tipo de procedimento alcance todas as classes sociais. Programa de Educação Continuada e ações de saúde neste sentido têm ultrapassado os limites de Sergipe e do Brasil. Nós da Otocenter, esperamos que esta realidade seja concretizada já em 2013.
Trabalhos intensivos de quase três décadas vêm surtindo seus efeitos, progressivamente. Sergipe e seu povo merece que estes procedimentos sejam realizados em prol da saúde de toda comunidade. Nesta oportunidade parabenizamos o Prof. Dr. Ricardo Bento ( USP – Fundação de Otorrinolaringologia ) pelo seu trabalho e apoio a estas ações em todo território nacional. Aproveitamos para referenciar a presença do Prof. Dr. Ricardo Bento em Sergipe. O mesmo participará, como palestrante e convidado especial, nos dias 01 e 02 de março de 2013, do CURSO INTERNACIONAL DA FORL EM SERGIPE. O Implante Coclear será um dos temas de maior relevância neste evento. As inscrições, que serão limitadas, estão sendo realizadas pelo site da FORL (www.forl.org.br).

14 de janeiro de 2013

 

Perda Auditiva Induzida pelo Ruído

Como se sabe a audição é um dos nossos sentidos mais nobres, mas a sua preservação exige alguns cuidados importantes. O órgão sensorial da audição é o Órgão de Corti, localizado na orelha interna e no qual existem as células ciliadas, responsáveis por transformar o estímulo mecânico advindo da vibração das partículas do ar em corrente elétrica, a ser traduzida como mensagem no sistema nervoso central. Acontece que estas células são bastante sensíveis ao excesso de ruído, o qual causa lesão progressiva e, por vezes, irreversível nas mesmas.

 Sons com intensidade sonora acima de 85 dB são nocivos ao ouvido humano. Entretanto, caixas de sons modernas e potentes em conjunto, como num trio elétrico podem emitir sons com intensidade de até  110 dB, o que torna o órgão auditivo do folião bastante vulnerável. Zumbido, dificuldade para ouvir e sensação de pressão nos ouvidos após a folia são sinais inequívocos do excesso, sendo que a sensibilidade individual e o tempo de exposição são fatores que influenciam na evolução do processo.

Para evitar que a festa termine em sequelas auditivas, recomenda-se evitar permanecer muito próximo da fonte sonora ou utilizar protetores auriculares, que são capazes de reduzir o excesso de ruído sem impedir que se ouça o som ambiente. Portanto proteja sua saúde auditiva nas festas carnavalescas. Boas festas e aproveitem . São os votos da Otocenter.

Dr. Carlos Rodolfo Tavares de Góis

10 de janeiro de 2013

Durante a estação mais quente do ano fica difícil resistir a um bom banho de praia ou piscina para aliviar o calor do verão. No entanto, estas atividades extremamente prazerosas e comuns nos meses quentes podem favorecer a um aumento de inflamações e infecções no ouvido. O calor e a umidade são os principais responsáveis por estas situações, que ultrapassam o dobro de casos registrados em outros períodos do ano.

A incidência de otite externa, infecção que atinge o canal externo do órgão auditivo  torna-se a queixa de maior incidência dentro dos consultórios médicos otorrinolaringológicos. Sabemos que o contato excessivo com a água e a umidade são as principais causas das infecções nesta época.

Quando o ambiente está úmido e quente, o contato constante com a água pode modificar o revestimento do canal auditivo externo, retirando a proteção do local que é o cerúmen, o que pode ocasionar descamação e coceira. Esse incômodo provoca a necessidade do paciente secar o ouvido constantemente, causando escoriações que facilitam a entrada de bactérias e fungos.

Entre os principais sintomas da otite externa estão dor, coceira, secreção e diminuição da audição.

30 de outubro de 2012

Foi realizado nos dias 26 e 27 de outubro de 2012 em Aracaju – Sergipe o Primeiro Curso Oficial da FORL (Fundaçao Otorrinolaringologia – USP – São Paulo) em Sergipe. O tema foi “Desenho e Escrita do Trabalho Científico”. Os professores ministrantes, Prof. Dr.Rui Imamura e Prof. Dr. Ronaldo Frizzarini da USP de São Paulo realizaram um curso especial, com o enfoque prático e direcionado à ciência na área da saúde. Os professores são também referência nacional e internacional na Otorrinolaringologia.

Alcançando um recorde de inscritos, o curso foi marcado por uma participação ativa de todos, que favoreceu um elevado nível de aproveitamento. A competência técnica dos professores no assunto, associada à didática tornaram o curso marcante na ciência sergipana. O curso teve o apoio da UFS (Núcleo de Pós-Graduação em Ciências da Saúde), Hospital São José (Serviço de Otorrinolaringologia), Cremese e da Otocenter. O curso fez parte do Programa de Educação Continuada da Otocenter. Agradecemos profundamente aos convidados e a todos os participantes pela confiança depositada no nosso trabalho. O próximo Curso da FORL em Sergipe já tem data marcada. Acontecerá nos dias 01 e 02 de março de 2013. O mesmo está intitulado como “Curso Internacional da FORL em Sergipe”. Os professores serão: Mário Andrea (Portugal), Carlos Boccio (Argentina) e Ricardo Bento, Luiz Ubirajara Sennes, Paulo Perazzo, Rosauro Aguiar, Wilson Meireles, Roberto Setton, Carlos Rodolfo Gois e Jeferson d’Avila (Brasil). O tema será atualização geral na otorrinolaringologia. Compareçam. Sejam sempre bem vindos. Muito obrigado pela confiança.

 

Primeiro Curso da FORL em Sergipe

9 de outubro de 2012

O Professor Dr. Jeferson d’Avila ministrou em setembro de 2012 na cidade de Lisboa um curso específico sobre “ Roncopatia e Síndrome da Apneia e Hipopneia Obstrutiva do Sono “.

Este foi destinado ao staff, aos residentes em otorrinolaringologia e aos pós-graduandos do curso de doutorado do Serviço de Otorrinolaringologia Prof. Mário Andrea da Universidade de Lisboa.

O curso contou com vários inscritos europeus e africanos, que discutiram associados, desde princípios básicos até atualização sobre o assunto.

O mesmo fez parte do Programa de Cooperação Científica conveniado recentemente entre a Universidade Federal de Sergipe e a Universidade de Lisboa.

Nós da Otocenter nos sentimos bastante honrados e agradecidos pelo voto de confiança depositado em nosso serviço, em especial por parte do seu Catedrático Prof.Dr. Mário Andrea.

WhatsApp