Reportagem sobre uso de fones de ouvidos

1 de agosto de 2017

Confira abaixo a reportagem do Portal da Saúde de Sergipe sobre uso excessivo de fones de ouvidos, cujo o entrevistado é o Dr. Nelson D’Ávila: Seja para relaxar, estudar, por diversão ou para ter privacidade, o uso de fones de ouvido está cada vez mais frequente no cotidiano das pessoas. No entanto, é preciso considerar que essa comodidade pode prejudicar a saúde. Uma estimativa da Organização Mundial de Saúde mostra que cerca de 5% das perdas de audição no Brasil, aproximadamente 1,5 milhão de pessoas, estão relacionadas à utilização indevida do fone de ouvido.

30 de junho de 2017

Confiram a reportagem publicada no site da Secretaria de Saúde de Sergipe com Dr. Nelson D’Ávila: Resfriados, gripes e crises de sinusite, otite, asma, bronquite e rinite alérgica estão entre os vilões quando o assunto é inverno. De acordo com o médico otorrinolaringologista Nelson D’Ávila, essas crises são mais facilmente desencadeadas em cidadãos que já possuem esses diagnósticos. Porém, em virtude das aglomerações mais comuns nesta época do ano, qualquer cidadão pode estar vulnerável aos vírus que causam alguns desses agravos e por isso devem estar atentos aos cuidados necessários para evitar o contágio de doenças.

8 de junho de 2016
É bastante prazer que comunicamos que o Hospital São José – Otocenter realizou no último dia 03 de junho deste, o Segundo Encontro dos Implantados – Ouvido Biônico do SUS em Sergipe. Atingimos a grande marca de 40 pacientes operados, graças a Deus com sucesso total de resultados. Isto é fruto de um árduo trabalho administrativo, associado a uma equipe técnica de elevado gabarito e preparo. Coordenado por Roberto Setton e Sulamita Chagas o nosso projeto apresenta consideração nacional por ser uma exemplar referência. Apoiados pelo Hospital Irmã Dulce – Hospital Santo Antônio de Salvador, agradecemos neste momento aos grandes otorrinolaringologistas brasileiros, Eduardo Barbosa e Rosauro Aguiar e ao fonoaudiólogo Marcos Banhara; que não medem esforços para contribuir com muito ensinamento para o sucesso deste projeto de cunho social indiscutível, em Sergipe. Nosso eterno agradecimento.
Veja nas fotos e vídeo a felicidade dos pacientes, familiares e toda nossa maravilhosa equipe. Parabéns a todos envolvidos.

Prof. Dr. Jeferson d’Avila
18 de julho de 2013

SettonPor: Dr. Roberto Setton (Otorrinolaringologista, Coordenador do Programa de Saúde de Saúde Auditiva do Hospital São José. Aracaju-Sergipe).

Entrevista sobre Surdez em Sergipe

 

Como acontece?

Existem 02 tipos principais de problemas auditivos: aqueles que acontecem na orelha externa e media que normalmente são reversíveis e são chamados de surdez de transmissão e aqueles que acometem a orelha interna, são irreversíveis, chamados de sensorioneurais e necessitam do uso de aparelhos auditivos convencionais ou de tratamento cirúrgico (Implante Coclear).

Existem casos genéticos?

Aproximadamente uma a cada mil crianças apresentam deficiência auditiva grave ou profunda ao nascimento ou até mesmo antes da aquisição da linguagem e em 60% dos casos a etiologia é genética.

27 de maio de 2013

Segundo censo realizado em 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística-IBGE, cerca de 9,7 milhões de brasileiros possuem deficência auditiva (DA), o que representa 5,1% da população brasileira. Deste total cerca de 2 milhões possuem a deficiência auditiva severa (1,7 milhões têm grande dificuldade para ouvir e 344,2 mil são surdos), e 7,5 milhões apresentam alguma dificuldade auditiva. No que se refere a idade, cerca de 1 milhão de deficientes auditivos são crianças e jovens até 19 anos. O censo também revelou que o maior número de deficientes auditivos, cerca de 6,7 milhões, estão concentrados nas áreas urbanas.

Já, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (2011) 28 milhões de brasileiros possuem algum tipo de problema auditivo, o que revela um quadro no qual 14,8% do total de 190 milhões de brasileiros, possuem problemas ligados à audição.

22 de maio de 2013
Nos dias 15 e 16 deste mês de maio a Otocenter, através da sua equipe de fonoaudiólogos, realizou mais uma ação comunitária em Aracaju. Os trabalhos foram executados no Forúm Gumercindo Bessa e no TRT. A avaliação audiológica deverá traçar o perfil da audição desta classe trabalhadora que tanto necessita de uma boa Saúde Auditiva. Agradecemos todo empenho da equipe de fonoaudiologia e técnica da Otocenter, assim como a confiança depositada pela CAASE – OAB Sergipe.

Prof. Dr. Jeferson d Avila Diretor – Presidente da Otocenter


19 de fevereiro de 2013

 A OTOCENTER em parceria com a CAA-SE ( OAB Sergipe ) mais uma vez implementa ações comunitárias. Nesta oportunidade realizando orientações de prevenção da surdez e o teste da orelhinha, de cortesia, no Mirante da Praia Treze de Julho em Aracaju – Sergipe. Realmente foi um sucesso. Mais de 160 indivíduos realizaram os exames. Pessoas de diversas faixas etárias compareceram ao local do evento para participar da campanha. Os praticantes de esportes e diversas outras pessoas de Aracaju e de outras cidades de Sergipe beneficiaram-se com o projeto. O dado mais impressionante desta ação, que tornou-se naturalmente uma pesquisa de campo, foi que mais de 50 por cento dos avaliados tiveram o Teste da Orelhinha ausente, ou seja, apresentaram algum tipo de deficiência auditiva. A continuidade dos estudos deverá oferecer condições diagnósticas para elucidação das possíveis causas de surdez. Estes resultados indiscutivelmente validam e valorizam estes tipos de campanhas. A Otocenter agradece a confiança da OAB – CAASE e da população sergipana.

Prof. Dr. Jeferson d Avila Diretor-Presidente da Otocenter

    Confira abaixo as reportagens sobre este evento!

22 de janeiro de 2013
O Brasil está na vanguarda da evolução cirúrgica da surdez no mundo. O “Ouvido Biônico “, como popularmente é conhecido o Implante Coclear, está presente na modificação da qualidade de vida de muitos brasileiros. Sergipe não fica de fora. Foram realizadas este tipo de cirurgia em alguns pacientes nos últimos anos. A Otocenter, sob a coordenação do cirurgião otológico Dr. Roberto Setton não vem medindo esforços para que este tipo de procedimento alcance todas as classes sociais. Programa de Educação Continuada e ações de saúde neste sentido têm ultrapassado os limites de Sergipe e do Brasil. Nós da Otocenter, esperamos que esta realidade seja concretizada já em 2013.
Trabalhos intensivos de quase três décadas vêm surtindo seus efeitos, progressivamente. Sergipe e seu povo merece que estes procedimentos sejam realizados em prol da saúde de toda comunidade. Nesta oportunidade parabenizamos o Prof. Dr. Ricardo Bento ( USP – Fundação de Otorrinolaringologia ) pelo seu trabalho e apoio a estas ações em todo território nacional. Aproveitamos para referenciar a presença do Prof. Dr. Ricardo Bento em Sergipe. O mesmo participará, como palestrante e convidado especial, nos dias 01 e 02 de março de 2013, do CURSO INTERNACIONAL DA FORL EM SERGIPE. O Implante Coclear será um

12 de novembro de 2012

A comunicação humana é o fator mais importante da evolução de um ser. Para que a mesma aconteça de forma clara e eficiente, dependemos de uma série de fatores individuais, econômicos e sociais ; que associados integralmente ou parcialmente, resultam no sucesso deste processo. Em relação ao indivíduo especificamente, o organismo tem de estar funcionante de tal forma, que consiga criar condições para que a comunicação seja efetivada.

Um dos mais importantes processos da comunicação humana é o da audição. É principalmente pelas orelhas que as informações e consequentemente o aprendizado se concretiza. A ausência parcial ou total da audição pode gerar importantes consequências à vida do homem. Possuir uma audição normal é o ideal. Porém por várias razões esta situação pode não existir em sua perfeição. Doenças congênitas, traumas diversos, infecções, ruídos intensos, dentre outras causas, podem levar á surdez parcial ou total às pessoas.

3 de outubro de 2012

A Otocenter, através do Dr. Roberto Setton, orienta em relação ao asseio pessoal. Assista abaixo a repostagem realizada pela TV Sergipe: